Páginas

domingo, 26 de abril de 2009

O HOMEM DE MÁSCARA


Era noite de lua cheia, vagava pelas ruas, solitária, sem pensar em nada quando encontrei o homem de máscara: alto, magro, usava camisa branca, calça e colete num tom de cinza, estava de costas para mim andando no meio-fio de braços abertos equilibrando-se pé ante pé. Fiquei intrigada com aquela figura de máscara no meio da escuridão, de repente como se notasse minha presença ele parou, virou-se lentamente e até parecia sorrir, fez sinal com a mão para que me aproximasse, senti-me hipnotizada como se o tempo tivesse parado e sem que eu pudesse pensar, os meus pés caminharam na direção do homem mascarado, eu não sei como ele fez, mas, num balançar com as mãos me ofereceu uma linda rosa vermelha. Começou a caminhar e fez um gesto para acompanhá-lo, ele não dizia uma só palavra, de vez em quando fitava-me firmemente como se pudesse ver minha alma e voltava a caminhar, eu o seguia calada, apenas atenta a todos os seus movimentos. Quando chegamos num lindo jardim, com árvores e flores de várias matizes ele parou e, uma música suave tocava, segurou minha mão e iniciamos uma dança, era tudo tão perfeito que duvidei se esse não era mais um daqueles sonhos que sabemos estar sonhando, encostei minha cabeça no ombro dele e me entreguei naquele momento, vivendo apenas o presente e nada mais. A música parou, o homem de máscara olhou-me, estávamos tão perto que podia sentir seu hálito fresco, e, vi em seus olhos brotar uma lágrima, quando toquei a máscara para ver o rosto daquele homem misterioso, ele abaixou a cabeça e se afastou. O vento soprou e folhas secas voavam por toda parte, o homem de máscara foi desaparecendo com olhos tristes de adeus sob a luz do luar e foi para longe, onde meus olhos não puderam mais alcançá-lo.
Texto: Cris Marino
Imagem: 1ª google e a 2ª filme "O fantasma da Ópera".
Esse é o mesmo texto enviado ao blog Palavrentas e Escrevedores para participação no Encontros e Desencontros.



16 comentários:

  1. Uma bela e triste narrativa! Mas o que importa é aproveitar os bons momentos.
    Beijos menina

    ResponderExcluir
  2. texto lindo feito de sonhos, de descobertas, ansiedades, e perdas.
    Lindo post....
    Maurizio

    ResponderExcluir
  3. Oi Cris,
    Faz um tempinho que acompanho seu blog sim. E só acompanho blogs que tem conteúdo de altissima qualidade, como esse seu. E ainda sou fã de mulheres como você, com alto teor.
    Porém, sou tímido. Ja quis deixar mais comentários aqui. ahahhaha

    beijos carinhosos

    ResponderExcluir
  4. Criiis, que temos maravilhoso!!! É triste, porém lindo demais!!! Parabéns, querida!!!
    Beijos e boa semaninha para vc!!!

    ResponderExcluir
  5. És uma sublime ficcionista...


    Doce beijo

    ResponderExcluir
  6. Olá!
    Me lembrou aqueles romances antigos, românticos, sabe?
    Tão bonito...
    Beijos.

    ResponderExcluir
  7. Texto belo, mesmo sendo de uma amor etério...

    Cristiane, não sei alguém comento, mas a tua página está "resetando" direto, pelo menos comigo...

    Fique com Deus, menina Cristiane Marino.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  8. Oi Letícia!

    Obrigada pelas visitas e comentários. Eu concordo com você, o importante é sabermos aproveitar cada momento feliz.

    Beijokas

    ResponderExcluir
  9. Oi Maurizio!

    Bom vê-lo por aqui. Gosto muito de escrever textos que falam de romances, perdas...esse em especial, gostei demais de escrevê-lo.

    Bjos

    ResponderExcluir
  10. Mr. Jones!

    Que maravilha fico feliz em receber seu comentário. Obrigada por acompanhar meu blog e julgá-lo de ótima qualidade, é meu maior objetivo oferecer coisas boas paras as pessoas que possa acrescentar. Muitíssimo Obrigada pelo elogio rs "Mulher de altor teor". Por favor, não seja tímido, comente mais é bom falar/teclar com você!

    Beijos, volte mais vezes

    ResponderExcluir
  11. Oi Su!

    Obrigada pela sua companhia aqui no blog, me deixa muito feliz!

    Que alegria ter gostado do texto, também gosto muito. É triste pq ainda não descobri uma forma de fazer com que o homem de máscara possa ficar por aqui no nosso mundo...quem sabe...

    bjins

    ResponderExcluir
  12. Oi Profeta!

    Quanta honra recebê-lo em meu blog!
    Obrigada pelo carinho!
    bjos

    ResponderExcluir
  13. Oi Elaine!

    Já comentaram comigo a respeito da lembrança com romances antigos, que bom que gostou! escrevi com muito carinho!

    bjos

    ResponderExcluir
  14. Oi Daniel!

    Gosto de ler e escrever sobre romances etéreos, tenho outros textos parecidos.

    Grande abraço
    **Obrigada por avisar sobre o problema do blog, vou verificar.

    ResponderExcluir
  15. Cris,
    tem algo para ti lá no blog!
    Beijossss

    ResponderExcluir
  16. Bonito texto e o fantasma da ópera é lindo de ser. Parabéns pelo seu Blog tão lindinho.
    Um abraço.

    ResponderExcluir

Olá!
Obrigada por comentar! não esqueça de colocar seu nome e e-mail (caso não tenha blog) para contato, nem sempre consigo responder os comentários, mas com toda certeza leio todos com muito carinho.
Bjãozão da Cris!!!